A gordura é o nosso “protetor”.
 
Faz parte dos nossos macronutrientes e fornece 9kcal/g.
 
Apesar do que muitas pessoas pensam, o consumo de gorduras é necessário porque para além de serem uma forma de armazenamento de energia, é fundamental uma quantidade mínima de gordura, não só para fornecer ao organismo ácidos gordos essenciais e vitaminas lipossolúveis, que o organismo não produz, mas também para ajudar na absorção desses nutrientes. Deste modo, se queremos que o nosso organismo mantenha o seu funcionamento normal é necessário consumir fontes de gorduras diariamente.
 
As gorduras/lípidos são divididas em saturadas e insaturadas:
 
A gordura saturada é conhecida como a “má gordura”, o seu consumo em excesso está associado ao aumento do risco de doenças dos aparelhos circulatório e cardíaco, aumento do colesterol sanguíneo, particularmente do colesterol LDL (“mau colesterol”), doença aterosclerótica, etc. assim, recomenda-se que a ingestão de gorduras saturadas não ultrapasse os 10% do valoro energético total. Alimentos ricos em gordura saturada: manteiga, queijos gordos, produtos de salsicharia e charcutaria (ex.: salsichas, alheiras, chouriços, morcelas, etc.), banha de porco, óleo de palma, óleo de coco, gordura da carne de vaca, etc.
 
A gordura insaturados podem ser associados aos óleos, sobretudo aqueles de origem vegetal, como o azeite, o óleo de canola e de amendoim, ou também alimentos vegetais mais gordurosos, como é o caso do abacate, do açaí, das nozes e de diversas outras frutas oleaginosas. Um aspeto importantíssimo na diferença destas gorduras com as saturadas é a sua alta capacidade anti-inflamatória. Ao contrário da vertente saturada, o consumo moderado dos ácidos gordos insaturados também pode auxiliar na diminuição dos níveis de colesterol na corrente sanguínea de quem os consome e, por conta disso, a sua ingestão cautelosa é capaz de diminuir significativamente a incidência de doenças cardiovasculares.
 
Por isso tal como não deves evitar Hidratos de Carbono também não deves evitar os Lípidos, os macronutrientes são essenciais ao bom funcionamento do nosso corpo.